3 dicas para economizar com móveis sob medida

Os móveis sob medida são os queridinhos dos arquitetos e designers de interiores. E essa preferência não é à toa, já que optar por um mobiliário personalizado é a chave para melhor organização do espaço e beleza do ambiente.

Além do mais, os móveis sob medida são conhecidos pela sua alta durabilidade. Ou seja, a qualidade do material é extremamente superior, fazendo com que muitas pessoas prefiram essas mobílias, do que os artigos prontos ou pré-fabricados.

No entanto, na hora do investimento, todo mundo gosta de economizar um pouco, não é mesmo?

Pensando nisso, separamos 3 dicas para economizar com móveis sob medida. Continue lendo!

 

1 – Faça um planejamento detalhado do que você quer

Antes de mais nada, é preciso planejar. Esse é o primeiro passo para o investimento em móveis sob medida.

É necessário considerar todos os detalhes, como as medidas do ambiente (visto que o mobiliário será feito com tamanhos personalizados, de acordo com o local), a disposição no espaço e, é claro, as preferências do cliente.

Afinal de contas, se queremos um roupeiro planejado para quarto pequeno, é preciso verificar quem usará o móvel, o estilo da pessoa e como o artigo deve ser instalado no ambiente, para a melhor organização e racionalização do espaço.

Por exemplo, uma pia de inox pode ser usada junto ao projeto da sua cozinha planejada. Além de ser resistente, o material:”

2 – Veja quais são as espessuras do material

 

Fora a escolha do tipo de material, também é necessário verificar as especificações quanto à espessura. 

Em alguns artigo, é recomendável investir em itens mais grossos, para aumentar a resistência, mas isso não é uma regra.

Leve em consideração a utilidade do móvel. Por exemplo, um sofá sob medida diferenciado precisa ter uma base com boa espessura, para aguentar o peso das pessoas que irão sentar. 

O mesmo vale para um armário para guardar acessórios de cozinha (copos, pratos, entre outros).

Contudo, um móvel planejado que somente tem finalidade decorativa, não precisa, necessariamente, de uma grande espessura.

5 – Faça a integração dos espaços

 

Durante o planejamento dos móveis sob medida tente, ao máximo, integrar espaços. Além de melhorar a organização do ambiente, você também economiza na confecção da mobília, já que vários artigos podem ser feitos em conjunto.

Um exemplo muito comum são os balcões que dividem o espaço da cozinha com a sala de jantar. Além de serem ótimos artigos decorativos, eles também possibilitam um melhor aproveitamento do local e são muito mais em conta.

Ou, então, a própria sala de jantar pode ser integrada à sala de estar, com móveis planejados em ambos os espaços.

Para isso, use e abuse da criatividade. Se preciso, peça ajuda para profissionais da área, que podem dar recomendações de como usar os móveis sob medida.

Leave Reply